Home 
26/11/2018 às 21h14
Secretaria de Saúde de Assunção do Piauí realiza mutirão de exames contra o Câncer de Próstata

Ação faz parte do movimento Novembro Azul.

Da Redação

A Prefeitura de Assunção do Piauí, por meio da Secretaria de Saúde Municipal realizou, durante o dia desta segunda-feira (26), mutirão de exames contra o Câncer de Próstata, com exames de sangue gratuitos de PSA, atendendo 255 pacientes (homens) da sede e zona rural.

 A iniciativa, conforme a Secretária de Saúde, Rosimar de França Lima, faz parte do movimento Novembro Azul, que busca alertar homens com mais de 40 anos a prevenir o Câncer de Próstata.

Na ocasião da ação, o prefeito municipal, Antonio Luiz Neto, o “Netinho”, esteve presente acompanhando os procedimentos.

O que é o PSA

PSA é a sigla em inglês para Antígeno Específico da Próstata, que são moléculas produzidas pela glândula, mesmo quando ela está saudável. Quando o Câncer de Próstata começa a se manifestar a quantidade de PSA em circulação no sangue apresenta uma variação, sendo possível indicar que o paciente pode apresentar sinais desta e de outras doenças. O exame de PSA pode ser solicitado no início da investigação médica e, embora não substitua o exame de toque, é uma alternativa importante na prevenção.

PSA é a sigla para Prostate-Specific Antigens, ou antígenos específicos da próstata em português. O que são esses tais antígenos? Tratam-se de moléculas produzidas por essa glândula, inclusive quando ela está saudável. O que muda, na verdade, é a quantidade de PSA em circulação quando algum homem apresenta um câncer de próstata, por exemplo. Daí veio a ideia dos especialistas: fazer um exame para medir a concentração dessa partícula no sangue para verificar a presença dessa e de outras doenças.

Para que serve o exame de PSA

Para detectar precocemente casos de câncer de próstata e outras condições, como a hiperplasia prostática benigna e a prostatite. O PSA é solicitado no início das investigações médicas. Outros exames complementam o diagnóstico, como o toque retal.

Aliás, o toque retal – ainda cercado de preconceitos bobos – não seria indicado para o rastreamento inicial do câncer de próstata, mas é frequentemente pedido por ser rápido e barato. Converse com um profissional para avaliar o seu caso especificamente.

Fotos:Ascom

P U B L I C I D A D E


Link
Comentar pelo facebook:

Notícias relacionadas