Home 
28/05/2018 às 15h53
Município de Assunção do Piauí realiza mobilização intersetorial da Busca Ativa Escolar

O evento contou com a participação de representantes da Educação, Assistência Social, Saúde, Conselho Tutelar e Igreja Evangélica.

Da Redação

O município de Assunção do Piauí realizou, no dia 21 de maio, do ano em curso, mobilização da Busca Ativa Escolar, em evento que reuniu atores representantes da Educação, Assistência Social, Saúde, Conselho Tutelar e Igreja Evangélica. Na ocasião foi formado o Comitê Gestor.

A Busca Ativa no Município de Assunção do Piauí tem a sua seguinte formação: Prefeito Antonio Luiz, que fez adesão e indicou a gestor político que é Antonia Alves Pereira Antunes, Secretária de Educação do Município; Coordenador Operacional: Maria Jaqueline Vieira de Sousa (que planeja e acompanha o andamento das ações do programa).

Na ocasião também fora formada a equipe de trabalho de cada setor, formado por supervisores institucionais, Técnicos Verificadores e Agentes comunitários.

BUSCA ATIVA ESCOLAR

A Busca Ativa Escolar é uma plataforma gratuita para ajudar os municípios a combater a exclusão escolar, desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e o Instituto TIM.

A intenção é apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão. Por meio da Busca Ativa Escolar, municípios e estados terão dados concretos que possibilitarão planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a inclusão escolar.

A Busca Ativa Escolar reúne representantes de diferentes áreas – Educação, Saúde, Assistência Social, Planejamento – dentro de uma mesma plataforma. Cada pessoa ou grupo tem um papel específico, que vai desde a identificação de uma criança ou adolescente fora da escola até a tomada das providências necessárias para a matrícula e a permanência do aluno na escola. Todo o processo é feito pela internet e a ferramenta pode ser acessada em qualquer dispositivo como computadores de mesa, computadores portáteis, tablets, celulares (SMS) ou celulares (smartphones). Há também formulários impressos para agentes comunitários e técnicos verificadores que não têm acesso a dispositivos móveis.

Fotos:Divulgação

P U B L I C I D A D E


Link
Comentar pelo facebook:

Notícias relacionadas