Home 
09/05/2018 às 09h48
Prefeitura de Castelo do Piauí realiza Campanha de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A abertura da campanha ocorreu na noite dessa quarta-feira (08) , no auditório da Semed, e contou com a presença do prefeito municipal, Magno Soares.

Da Redação

Visando prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no município de Castelo do Piauí - POR UMA CULTURA DE PROTEÇÃO, a prefeitura local  realizou, na noite da última  terça-feira (08/05), no auditório da Semed, a abertura da ‘Campanha de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes’.

Participaram da abertura oficial deste evento: o Prefeito Magno Soares, a Secretária de Assistência Social, Professora Graça Silva, a Secretária de Educação, Professora Idala Moreira, a Secretária de Saúde, Leila Soares, a Presidenta do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, Cleudiana Oliveira, o representante do Conselho Tutelar, Pitica Moreira, o Coordenador do CRAS 2 e mobilizador de adolescentes e jovens do Selo UNICEF, Izanyo de Carvalho, o Delegado de Polícia Civil de Castelo do Piauí, Francírio Queiroz, o Defensor Publico, Dr. Luís Alvino, dentre outras autoridades como secretários municipais, diretores, coordenadores, superintendentes das mais diversas áreas de atuação da Prefeitura de Castelo.

O trabalho também se refere ao dia de mobilização contra a violência sexual contra crianças e adolescentes, em 18 de maio, data de destaque, convocação  e sensibilização da sociedade em torno do assunto.

Para o prefeito Magno Soares, a campanha deve receber o apoio e participação  de   toda sociedade , principalmente das  famílias, para que a responsabilidade do enfrentamento seja de todos.

Para o prefeito Magno Soares, a campanha deve receber o apoio e participação  de   toda sociedade , principalmente das  famílias, para que a responsabilidade do enfrentamento seja de todos.

LEITURA IMPORTANTE SOBRE O ASSUNTO

A violência sexual é caracterizada pela submissão da criança ou do adolescente, com ou sem consentimento, a atos ou jogos sexuais com a finalidade de estimular-se ou satisfazer-se, impondo-se pela força, pela ameaça ou pela sedução, com palavras ou com a oferta financeira, favores ou presentes, independente do valor e natureza, podendo até ser um prato de comida.

A violência sexual pode ocorrer de diversas formas, entre elas: o abuso sexual, estupro, exploração sexual, exploração sexual no turismo, groomingsexting e pornografia infantil. Segue abaixo a descrição das violações classificadas como subtipos da violência sexual:

Abuso sexual: É qualquer ato de natureza sexual cometido contra crianças ou adolescentes, imposto pela força física, pela ameaça ou por outras formas de coerção. Pode também acontecer entre adolescentes ou entre um adolescente e uma criança. É nessa categoria que geralmente estão associados crimes como o estupro, o assédio sexual, dentre outros.

Exploração sexual: Pressupõe uma relação de mercantilização, em que a utilização sexual da criança é permeada por uma troca, seja ela financeira, de favores ou presentes. Esse tipo de violação é mais visivelmente presente nos contextos de prostituição.

Exploração sexual no turismo: Exploração de crianças e adolescentes por visitantes, envolvendo a cumplicidade, por ação direta ou omissão, de agências de viagem e guias turísticos, hotéis, bares, lanchonetes, restaurantes e barracas de praia, garçons e porteiros, postos de gasolina, caminhoneiros e taxistas, prostíbulos e casas  de massagens, além da tradicional cafetinagem.

Sexting: Consiste na troca de fotos e vídeos de nudez, eróticas ou pornográficas, de si mesma (as) ou de outras pessoas, por meio de aparelhos de telefonia celular, webcams ou outros meios eletrônicos. Se as imagens produzidas envolverem crianças e adolescentes, pode ser caracterizada a pornografia infantil Se as imagens envolverem adultos, para caracterizar uma violação de direitos humanos deve haver a troca não autorizada de fotos e vídeos de terceiros.

Grooming: Assédio sexual na Internet (por meio de chats, comunicadores instantâneos, comunidades de relacionamento ou mesmo SMS) e que vai do assédio inicial à exploração ou abuso sexual de crianças e adolescentes.

Pornografia infantil: Qualquer representação, por qualquer meio, de uma criança ou adolescente envolvida em atividades sexuais explícitas, reais ou simuladas, ou qualquer representação dos órgãos sexuais de uma criança ou adolescente para fins primordialmente sexuais.

Fotos:Divulgação

P U B L I C I D A D E


Link
Comentar pelo facebook:

Notícias relacionadas