Home 
17/10/2017 às 10h49
Região atingida por incêndio em Assunção do Piauí possui belezas raras esculpidas pela natureza

O prefeito municipal, Netinho, visitou o local e conversou com o Sr. Elicio Sousa , proprietário da terra.

Da Redação

Incidente - recentemente várias propriedades rurais do município de Assunção do Piauí, conhecidas por “serras”, tiveram a sua vegetação atingida por um incêndio de grande proporção que se originou, conforme relatos de moradores, na fazenda Maçaranduba, distante a aproximadamente 17 km da sede do município, por volta das 16h do dia 05/10, por descuido de um agricultor (pecuarista) no momento da lida com a queimada da roça realizada,infelizmente,  ainda de forma rudimentar.

O poder público municipal, por meio de solicitação do STTR local, disponibilizou apoio com caminhão-pipa no combate ao fogo. De acordo com o prefeito Netinho, por se tratar de locais de difícil acesso, não foi possível conter as chamas em tempo hábil, fator que causou destruição nas localidades atingidas.

A tragédia foi noticiada amplamente pela imprensa regional, mesmo com exagero em alguns informes do caso. Informações ainda não exatas dão conta de que o fogo consumiu cerca 6 mil hectares da vegetação  dessas localidades, entre prejuízo com cercas (consumidas pelas  chamas ) ,   além de animais silvestres que morreram. Entre tanto, a reportagem do Tapuio Notícias não foi informada, por esses proprietários, da morte de animais domésticos no sinistro que perdurou por 5 dias na região. Mas, informações de terceiros, relatam do desaparecimento de alguns animais domésticos.

Imagem divulgação/um dos locais atingidos pelo incêndio

Na tarde do dia 12 de outubro, o prefeito municipal  , Antonio Luiz Neto, o “Netinho” (PSD),  acompanhado do vereador Ronnivom Lima e do comerciante “Evaristo”, esteve na fazenda  “Morro Verde”,  uma das propriedades rurais mais atingida pelo incêndio. O dono da fazenda, o Sr. Elício Sousa, de 88 anos de idade, informou que a localidade possui 591 hectares de terra, e que, desses, cerca de 200  hectares foram devastados pelo fogo.  Nessa “Serra”, nenhum animal doméstico foi atingido pelas chamas, conforme informações do proprietário.

O pecuarista/agricultor Elício Sousa, de forma gentil, recebeu o gestor e sua equipe, onde aproveitou para mostrar várias áreas do local, que, mesmo em meio a irregularidades das chuvas e prejuízo deixado pelo incêndio recente, possui grande potencial em sua natureza – onde reúne construções naturais que despertam admiração.

O prefeito e sua equipe, depois de uma grande escalada por uma  gigantesca cordilheira de pedra , chegou ao seu topo máximo, que de sua vista se  vislumbra imagens    da divisória de serras da região, algo espetacular. No mesmo trajeto, nessa imediação, os visitantes puderam   apreciar outros monumentos naturais contendo  aspectos singulares e raros, como uma pedra no formato do um casco de um navio, uma fenda escavada no chão  pela natureza , entre outras formações  representativas que chamam a atenção. Existem relatos de que o município possui várias outras esculturas estéticas, figuras rupestres, natural pouco explorado e divulgado e que podem alavancar o turismo rural na região.

O senhor Elicio, apesar de ter uma residência na cidade, onde mora parte da família, o mesmo vive a maior parte  de seu tempo no local ,  juntamente com dois filhos que lhe ajudam na labuta diária com os animais e outros hábitos . Uma das principais dificuldades da região é a água, pois, por ser semiárida, chove de forma irregular e que enfrenta, assim como todo o sertão nordestino , uma grande estiagem. Devido à região enfrentar um período de seca, a vegetação fica mais propensa a ação danosa do homem, como a prática comum das queimadas das roças.

Confira fotos da visita do prefeito Netinho à fazenda "Morro Verde"/imagens:Valter Lima:

Sr. Elício Sousa/proprietário da fazenda

P U B L I C I D A D E


Link
Comentar pelo facebook:

Notícias relacionadas